Opera 11.50

May 9, 2011

Nova versão do navegador chega com canal de atualizações, tímidas melhorias e maior estabilidade.
Com a concorrência lançando versões novas recentemente, (a prévia do Internet Explorer 10, o Mozilla Firefox 4 e o Google Chrome Canary), faltava apenas o Opera disponibilizar seu próximo navegador. A nova versão (nomeada Swordfish) apresenta melhorias no famoso Speed Dial e alguns recursos para desenvolvedores, além das novidades já presentes na primeiras releases de teste.
Para facilitar ainda mais o manuseio das versões de teste, a empresa lançou o Opera Next, um canal de navegação alternativo que é atualizado automaticamente cada vez que um novo modelo prévio é lançado. Além disso, ele é instalado separadamente, impedindo que a versão estável e a em testes entrem em conflito.
Vale lembrar que esta não é a versão final do navegador e, embora seja mais estável do que a anterior (a Barracuda), ela ainda pode apresentar erros e problemas ao longo do uso. Dessa maneira, é aconselhável que o usuário não o utilize como o browser padrão para navegação nem acesse sites de banco ou compras com ele, por exemplo.
Clique na imagem para ampliar

O que mudou?

A novidade que mais afeta o usuário é a reformulação do Speed Dial, funcionalidade mais famosa do navegador, que agora está mais flexível e permite que o usuário adicione quantas miniaturas de páginas desejar além de páginas da internet, como previsão do tempo, atualizações do Twitter e um feed de notícias, por exemplo.
O tamanho delas também pode ser alterado através do zoom da página, sem afetar a navegação em outros sites. Os desenvolvedores podem também acessar a documentação do browser, disponibilizada pela Opera Software. Dessa forma, é possível personalizar ainda mais as miniaturas.
Clique na imagem para empliar
Além das melhorias no Speed Dial, outras funcionalidades foram adicionadas, como o suporte ao novo formato de imagens do Google, o WebP, e ao CSS3. A instalação dos plugins ficou ainda mais rápida e simplificada.

O navegador em si

Extensões com atualização automática, empilhamento de abas e um sistema que aumenta a proteção em sites com conteúdo seguro são apenas algumas das funcionalidades que serão passadas da versão mais atual para o futuro Opera 12.

Maior velocidade na execução de aplicativos e páginas JavaScript e a possibilidade de abrir páginas com os novos padrões WebM e HTML5 também são duas características importantes que continuam presentes no browser, mesmo na versão de teste.

Empilhando abas e navegação por gestos

A possibilidade de agrupar diversas abas parece ter agradado aos usuários. Não há como negar que é a opção quase perfeita para quem trabalha com diversas guias abertas ao mesmo tempo. Para não decepcionar seus usuários, a empresa desenvolvedora do Opera decidiu por manter a funcionalidade.
 
Outra facilidade que se faz presente nesta versão é a navegação por gestos com o mouse. Para quem ainda não conhece, trata-se de uma lista de gestos que você faz com o mouse, os quais ativam funções e realizam algumas ações no navegador, como avançar uma página, atualizar o site ou fechar uma aba.

A versão Alpha

O Opera 11.50 permite que você implemente do WOFF (Web Open Font Format), um novo formato de fontes para ser utilizado em páginas da internet. Outra novidade fica por conta dos protocolos de segurança TLS 1.1 e 1.2, que agora vêm desabilitados por padrão no navegador.
A opção Cookie2 também foi modificada para ficar inativa nas configurações iniciais do Opera 11.10, mas os usuários podem habilitá-la a qualquer momento, se assim desejarem.
 

Falando em segurança, o browser da Opera ganhou um mecanismo que se certifica a respeito da veracidade dos encaminhamentos de endereços HTTP para os HTTPS. Ou seja, caso um link redirecione você para um site cujo endereço comece por HTTPS, o próprio navegador irá verificar se a página é segura e legítima antes de permitir seu acesso a ela.
O novo Opera chegou à sua versão Beta sem muito alarde. Sob o codinome “Barracuda”, o navegador apresentou melhorias no famoso Speed Dial e alguns recursos para desenvolvedores, além das novidades já presentes na primeira release de teste.
O uso de uma senha mestra para os certificados de clientes também foi eliminado na nova versão do Opera. Por enquanto, as novidades são internas ao navegador, ou seja, o usuário não as vê de fato, apenas sabe que aconteceram.
Vale lembrar que esta não é a versão final do navegador e, embora seja mais estável do que a Alpha, pode apresentar diversos erros e problemas ao longo do uso. Dessa maneira, é aconselhável que o usuário não o utilize como o browser padrão para navegação nem acesse sites de banco ou compras com ele.
Gratuito
Tamanho: 9,50 MB
Arquivo: Rar
Idioma: português
Tipo: Navegadores
Sistema Operacional: XP/Vista/7
Lançamento: 2011
Empresa: Opera Software
Hospedagem: MegaUpload
Advertisements

Mozilla Firefox 5.0 Beta Portable

May 9, 2011
O visual do Mozilla Firefox 5 Beta não é uma surpresa para ninguém. Se você já experimentou a versão 4 do browser, não terá problemas em se adaptar à interface limpa e minimalista. Por padrão, o navegador exibe apenas as funções básicas para a navegação, o que amplia o espaço de visualização do internauta.

Os menus que apresentam as ferramentas e configurações do Firefox continuam nas mesmas posições da versão anterior. Esse fato é positivo, pois, assim, os usuários não ficam perdidos entre botões que desconhecem.

Gratuito
Tamanho:
Arquivo: Rar
Idioma: Português
Tipo: Navegadores / Portable
Sistema Operacional: Windows XP/Vista/7
Lançamento: 2011
Empresa: Mozilla
Hospedagem: MegaUpload

Google Chrome 11 Beta

March 23, 2011

A 11ª versão do Chrome traz mais velocidade e um novo design para as opções de configuração do browser.
Foi liberada a 11ª do Chrome, o navegador da Google. Ainda em fase Beta, o browser é estável o suficiente para aqueles que gostam de viver sempre atualizados e que querem experimentar as últimas novidades implementadas pelos desenvolvedores.

Velocidade

Nesta nova versão, o Chrome está mais rápido do que nunca. Com as mudanças, temos um desempenho cerca de 66% mais rápido se comparado com a versão estável do navegador, que atualmente está no release 9.0.597.98. Esse aumento de performance é percebido principalmente em sites que façam grade de AJAX, por exemplo, já que o responsável pela façanha é o V8, o motor JavaScript do Chrome.
Além disso, essa versão também inclui algumas implementações preliminares da função de aceleração por meio da placa de vídeo do computador. Os usuários com placas de vídeo adequadas perceberam uma diferença considerável, com quedas de até 80% do uso do CPU. Sem dúvida, uma boa notícia para quem precisa economizar a bateria do notebook.

A Google também investiu na parte visual de seu navegador. A partir desta versão, está incluído o recurso de aceleração gráfica 3D via CSS. Dessa forma, os desenvolvedores poderão utilizar recursos visuais em três dimensões em uma página da internet utilizando o CSS.
Aparência e facilidades

Embora não interfira no desempenho ou na navegação propriamente dita, uma das mudanças que mais salta aos olhos é sem dúvidas o novo símbolo. Não as cores, mas o padrão alterado é que chama atenção. Agora, o logo do Chrome é achatado e está em duas dimensões, ao contrário de como foi desde a primeira versão do navegador.
Outra novidade está na antiga janela de configurações do navegador. Ao acessar o item “Options”, no menu “Customize and control Google Chrome”, o usuário percebe que a janela foi transformada em uma página web, com direito a campo de busca e URL e que abre em uma nova aba do navegador.
Isso significa que você pode facilmente encontrar as opções que você deseja, digitando palavras-chaves. A captura de tela abaixo mostra o resultado de uma pesquisa para o termo “senha”.
Outro ponto positivo dessa mudança diz respeito ao suporte técnico que os usuários às vezes precisam prestar. Sabe aquele tio que abre uma conversa com você, perguntando como ele faz para alterar as configurações de proxy do navegador? Pois bem, agora você pode simplesmente colar para ele o endereço da página de configurações avançadas, que fica em “chrome://settings/advanced”.
Sincronização de dados do Chrome 
Fale com o navegador
Agora, o Chrome é capaz de transcrever sua fala em texto apenas com os recursos do HTML 5, devido ao uso da API speech input. Com isso, os desenvolvedores podem criar aplicativos para a web que permitam a transcrição de voz.

Assim, sempre que você acessar uma página que possua suporte para esta funcionalidade, você pode clicar no ícone referente ao recurso e falar algo ao microfone. O áudio é enviado ao servidores  para transcrição e o texto aparece digitado em sua tela. Se quiser conferir o funcionamento deste recurso, (já com esta versão do Chrome instalada), basta clicar aqui.

Reconhecimento de voz no demo 
Quem já gostava do recurso de armazenar senhas de serviços online no Chrome, ficará satisfeito com a versão 11. Agora o usuário pode salvar senhas, temas, preferências e extensões online, atrelando essas configurações à conta dele no Google. Com isso ele poderá sincronizar os mesmos dados diferentes computadores, sem dificuldade.

Gratuito
Tamanho: 24,90 MB
Arquivo: Rar
Idioma: Português
Sistema Operacional: Windows Vista/7
Lançamento: 2011
Empresa: Google
Hospedagem: MegaUpload

Internet Explorer 9.0 RC

February 11, 2011
Interface totalmente modificada, aceleração de hardware e outras novidades no navegador da Microsoft
Amado por muitos, odiado por tantos. De uma forma ou de outra, o Internet Explorer ainda é o navegador mais utilizado do mercado e acaba de chegar a sua nona versão. Depois de muitos anúncios e uma gigantesca expectativa criada em torno de seu lançamento, o IE9 vem repleto de novidades para recuperar a popularidade perdida.
A recém-lançada versão RC do navegador traz todos os recursos prometidos pela Microsoft e mostra que a empresa fez a lição de casa e ouviu as reclamações dos usuários, corrigindo um de seus maiores problemas: a velocidade. Assim, o Internet Explorer 9 vem muito mais rápido que suas versões anteriores.
Atenção: assim como já aconteceu com a nova versão do Windows Live Messenger, o Internet Explorer 9 não é compatível com o Windows XP ou versões anteriores a ela. Se você for usuário desses sistemas, o recomendado é que você continue a utilizar o IE8.

Visual Renovado

Um dos principais motivos que faziam com que os usuários abandonassem o navegador oficial do Windows era seu visual antiquado e pesado. Em tempos de design enxuto e tudo muito limpo, o IE insistia em uma fórmula ultrapassada. Mas agora o novo Internet Explorer traz uma interface reformulada e muito mais clean, adotando uma tendência que outros navegadores já vêm seguindo há algum tempo.
A diferença com a versão anterior é perceptível já na primeira vez que você abre o programa: em vez uma interface sobrecarregada de elementos e poluída visualmente, o Internet Explorer 9 traz uma aparência muito mais leve, com as abas localizadas na parte superior da tela, da mesma maneira que já acontecia com o Google Chrome e recentemente adicionada na versão RC do Mozilla Firefox.
Essa reestruturação é uma tentativa de eliminar um dos maiores problemas do browser: a lentidão. Com poucos objetos a serem carregados, o aplicativo não exige tanto do computador na hora da inicialização. Outra alteração foi na posição dos botões de ação, como “Favoritos” e “Configurações”, que foram realocados para a extrema ponta da tela. O mesmo aconteceu com a barra de endereços, que agora fica ao lado das guias, no topo da página.
Essas alterações eliminam uma grande porção de espaços não utilizados na interface, o que aumenta a área destinada à visualização de suas páginas. Além disso, como todos os ícones são muito discretos, você se mantém focado apenas àquilo que realmente importa: suas páginas. 

Integração com Windows 7

Porém, não é apenas no visual que o Internet Explorer traz novidades. O navegador também ganhou novas funcionalidades, principalmente para quem utiliza o Windows 7 e sentia falta de uma integração maior entre o browser e o sistema operacional.
Se esse é o seu caso, pode começar a comemorar. O Internet Explorer 9 possui um sistema que permite a fixação de serviços de web e sites favoritos diretamente na Barra de tarefas do Windows, da mesma forma que já acontecia com programas. Com isso, você tem acesso facilitado às páginas que mais frequenta. Essa integração entre sistema operacional e navegador só foi possível com a incorporação do HTML5 na estrutura do código.
Assim, basta um clique para você estar dentro de seu email ou serviço de notícias que você mais gosta. Além disso, alguns sites, como o Twitter, têm uma integração ainda maior com essa função, permitindo que você realize ações diretamente por meio da barra.  
Arrastando o ícone
Para adicionar essa novidade é simples. Ao lado do endereço da página, há um pequeno ícone com o símbolo do site. Ao arrastá-lo, ele automaticamente se transforma em uma espécie de botão. Então só é preciso que você o envie para a Barra de tarefas do Windows 7 para que ele vire um rápido atalho.

Sites mais acessados a cada nova aba

Outra novidade é a adição de uma página específica para quando você abrir uma nova aba. Em vez de trazer um texto padrão ou uma tela em branco, o IE9 lista os dez sites mais acessados no navegador, da mesma forma que já acontece com o Chrome. Deste modo, o tempo que você leva para acessar seus endereços cai drasticamente.
Novo sistema de abas 
Ao contrário do navegador da Google, o Internet Explorer 9 exibe uma pequena barra colorida abaixo de cada miniatura, indicando a frequência com que você entra em cada um daqueles sites. Isso permite uma maior organização da página, além de tornar o clique muito mais intuitivo. 

Mais organização em seus downloads

Para os apaixonados por downloads, uma ótima novidade: agora o IE9 também possui um gerenciador próprio, que lista e deixa seus arquivos baixados muito mais organizados e fáceis de serem encontrados.
Gerenciador de downloads 
A diferença desta nova função em relação ao que já era feito pelos outros navegadores é a interface utilizada. O gerenciador da Microsoft traz todas as informações necessárias de maneira bastante condensada, mas sem deixar o usuário na mão. Isso significa que você visualiza o progresso do download de modo muito mais sucinto e organizado.
Além disso, ele realmente faz a função de gerenciamento funcionar de verdade. Caso você feche o navegador sem que o download esteja concluído, fique tranquilo, pois é possível continuar o processo exatamente de onde parou.

Melhoras técnicas

Apesar das novidades visuais e funcionais, o grande destaque do Internet Explorer é a melhoria que o navegador recebeu nas partes técnicas. Essas alterações são a grande aposta da Microsoft para o aplicativo, deixando-o muito mais rápido que sua versão anterior.
O aumento na velocidade é algo que vem sendo anunciado desde muito antes do lançamento desta versão. Há alguns meses a empresa vem divulgando informações sobre o aperfeiçoamento dos motores do programa, além de exibir vídeos que comprovavam essa evolução.
O mais significativo deles era um vídeo que exibia um teste com o Acid3, uma suíte de aplicativos que coloca à prova toda a capacidade do navegador. Nele, o Internet Explorer 9 recebeu nota 95 em uma escala que vai até 100, enquanto sua versão anterior obteve apenas conceito 20.
Para obter esse resultado, a Microsoft aprimorou a compatibilidade do browser com os formatos HTML5 e CSS3, o que fez com que ele rode de maneira muito mais fluida em sites que já utilizam esses padrões, sobretudo com as tags de aúdio, de vídeo e de canvas. Dessa forma, muitas páginas deixam de ser carregadas de maneira truncada, permitindo uma navegação mais leve.
A outra é a alardeada aceleração via hardware, considerada como a grande tendência para os navegadores da próxima geração. Ela funciona utilizando a placa gráfica do computador para dar uma turbinada no carregamento de elementos, deixando o processador livre e o PC mais rápido.
No Internet Explorer isso já começa a ser utilizado e a diferença é perceptível logo nos primeiros instantes de uso. Se você utilizou as versões anteriores do navegador e detestava a lentidão com que os elementos eram carregados, fique tranquilo, pois esse problema ficou no passado.
Maior compatibilidade com HTML5
Uma comparação feita pela equipe de desenvolvedores colocou, simultaneamente, dois vídeos de alta resolução em HTML5 em um netbook já equipado com o Internet Explorer 9. Percebeu-se que houve um consumo mínimo da capacidade de processamento do computador. Enquanto isso, um único filme em outro navegador fez com que o aparelho fosse ao seu extremo.
O potencial gerado por essa tecnologia já é algo observado por desenvolvedoras de hardware, como Dell, Asus e NVIDIA. Além disso, a Intel já se pronunciou e informou que sua próxima geração de processadores, com arquitetura Sandy Bridge, vai integrar-se perfeitamente às GPUs, deixando-as mais rápidas. Isso faria com que navegadores, como o IE9 ficassem ainda mais turbinados e potentes.

Mais segurança

O Internet Explorer sempre foi alvo de ataques, porque não possui um sistema de segurança tão avançado quanto seus rivais. Pensando nisso, a Microsoft lançou atualizações bastante interessantes nesta versão RC do navegador. Começando pela segurança nativa, agora o IE também conta com recursos de proteção da privacidade e promete atualizações de segurança mais frequentes.

Como instalar

Instalando o navegador 
A instalação do Internet Explorer 9 é feita em duas etapas. A primeira é ao baixar o pequeno instalador, disponível ao clicar no botão de download desta página. Uma vez baixado, basta executá-lo para que o navegador seja, de fato, adicionado ao seu computador.
Além disso, após o término da instalação é preciso que o computador seja reiniciado para atualizar o sistema e fazer com que todas as alterações sejam ativadas. Para usuários do Windows Vista, entretanto, é preciso utilizar um arquivo específico para o sistema operacional.

Gratuito
Tamanho: 19,00 MB
Sistema: Windows Vista/7
Empresa: Microsoft

Mozilla Firefox 4.0 Beta 11

February 9, 2011

Novo Firefox 4: com visual limpo, navegação mais rápida, função Panorama e agora aceleração por hardware!

A Mozilla é, possivelmente, uma das empresas com melhor estratégia para beneficiar o usuário final do navegador alternativo mais utilizado atualmente. O Firefox tem conquistado uma legião de usuários e programadores justamente por oferecer segurança, velocidade e novos recursos.
É inegável que o Firefox conquistou seu posto de um dos navegadores mais usados por puro merecimento, já que inovou ou implementou muito bem várias funções que acessamos com frequência diariamente — principalmente as extensões, grande mérito do programa.
Por mais que o navegador já seja muito bom, a Mozilla sempre vem aperfeiçoando e reinventando o Firefox de maneira que agrade a todo tipo de internauta e que pontos negativos de versões anteriores sejam exterminados.
A mais recente versão do Mozilla Firefox chamou muito a atenção, com várias mudanças bem significativas, tanto visuais como em relação ao desempenho do programa. Como o foco do Baixaki é sempre trazer os melhores conteúdos para o público interessado em tecnologia, resolvemos compartilhar a novidade para que todos possam experimentar.
Atenção! Essa é apenas uma versão BETA, para testes

Versão Beta 11

Mais uma vez, o Firefox foi atualizado para uma nova versão de testes. Esta é a décima primeira atualização Beta prevista. No Firefox 4 Beta 11, além de diversas correções de bugs, a Mozilla trouxe algumas melhorias no suporte ao Flash Player para usuários do Mac OS X, além de prover um menor consumo de memória. A atualização conta também com um tipo de lista negra para alguns drivers de vídeo, com o objetivo de manter a estabilidade do navegador.

Gratuito
Tamanho: 11,20 MB
Sistema: Windows XP/Vista/7
Empresa: Mozilla Labs

Mozilla Firefox 4.0 Beta 9

January 14, 2011

image

Novo Firefox 4: com visual limpo, navegação mais rápida, função Panorama e agora aceleração por hardware!

A Mozilla é, possivelmente, uma das empresas com melhor estratégia para beneficiar o usuário final do navegador alternativo mais utilizado atualmente. O Firefox tem conquistado uma legião de usuários e programadores justamente por oferecer segurança, velocidade e novos recursos.

É inegável que o Firefox conquistou seu posto de um dos navegadores mais usados por puro merecimento, já que inovou ou implementou muito bem várias funções que acessamos com frequência diariamente — principalmente as extensões, grande mérito do programa.

Por mais que o navegador já seja muito bom, a Mozilla sempre vem aperfeiçoando e reinventando o Firefox de maneira que agrade todo tipo de internauta e que pontos negativos de versões anteriores sejam exterminados.

A mais recente versão do Mozilla Firefox chamou muito a atenção, com várias mudanças bem significativas, tanto visuais como em relação ao desempenho do programa. Como o foco do Baixaki é sempre trazer os melhores conteúdos para o público interessado em tecnologia, resolvemos compartilhar a novidade para que todos possam experimentar.

Atenção! Essa é apenas uma versão BETA, para testes

Este software NÃO DEVE substituir seu navegador padrão. Recomendamos que você NÃO ACESSE contas de email ou de banco usando este software. Apesar de não ocasionar erros, esta é uma das primeiras versões do navegador 4.0. Assim, não é recomendado para uso diário, porque ainda existem algumas brechas e falhas no código do programa que serão corrigidas até a versão final.

Por dentro do novo navegador

Quem sempre acompanha o Baixaki provavelmente viu o artigo sobre o novíssimo Firefox 4. É surpreendente a quantidade de alterações que a Mozilla planeja e até já mostra na nova versão do programa. O visual por completo com certeza foi o elemento mais alterado, com abas, menus e até mesmo o fundo diferentes.

Visual renovado

Novidades na aparência

Lembrando muito as últimas versões do navegador Opera, o Firefox agora faz uso de transparências ao fundo do programa e de abas posicionadas no topo da tela (não mais abaixo dos favoritos e da barra de navegação).

O topo da tela não traz mais os menus de antes como padrão, deixando tudo centralizado em um só botão alaranjado no canto superior esquerdo da tela. É a partir dele que você pode definir o antigo menu de volta, ao clicar em “Customize” e selecionar “Menu Bar”. Também é possível optar por não usar as abas no topo e outras preferências.

Modificando a aparência.

Abas de aplicativos

Ao utilizar o computador diariamente é comum utilizarmos uma série de programas que raramente ficam fechados. Sejam eles reprodutores de música, editores de texto ou navegadores, há sempre algo ocupando espaço na Barra de tarefas que dificilmente tem seu funcionamento encerrado.

Devido à tendência cada vez maior destes aplicativos se transformarem e adquirirem características online, o processo exposto acima migrou da Área de trabalho para as diferentes abas do navegador. Pensando nisso, a partir da versão 4.0 Beta 2 a Mozilla disponibiliza a opção “Aba de aplicativos”, que transforma as abas abertas em pequenos ícones.

Para acessar a opção, basta clicar com o botão direito do mouse sobre uma aba qualquer e selecionar a opção “Converter em aba de aplicativo”. A partir desse momento a janela selecionada passa a ser exibida como um simples ícone, localizado no canto esquerdo superior do navegador.

Para retornar ao visual padrão, simplesmente selecione a aba de aplicativo com o botão direito do mouse e clique em “Converter em aba normal”. A opção se mostra uma ótima adição ao navegador ao oferecer mais organização às abas e impedir que o usuário feche janelas acidentalmente.

Alterne de forma inteligente entre as abas abertas

Um dos recursos adicionados à versão 4.0 do Firefox é um sistema de buscas modificado, que permite alternar rapidamente entre as abas abertas pelo navegador. Basta digitar uma palavra-chave qualquer na barra de endereços para que sejam exibidas sugestões de janelas abertas correspondentes.

 

Assim, fica muito mais fácil encontrar um site específico nos momentos em que se têm muitas janelas abertas ocupando a parte superior do navegador.

Veja por onde você navega

Grandes armadilhas sempre surgem em mensagens de email. Geralmente são textos relacionados a bancos, que acompanham um link para algum site que imita a característica da página original, enganando os usuários e roubando seus dados.

Os links aparecem na barra de endereços.

Como isso continua sendo um ataque comum, é importante saber para onde os links estão apontando. Isso é possível ao pousar o mouse sobre eles, o que faz aparecer o endereço na Barra de status do navegador, o que é útil também no caso das URLs encurtadas (como as do “Migre.Me” e do “Bit.Ly”) se popularizaram muito. Pensando em facilitar a visualização, a Mozilla modificou e colocou isso junto à Barra de endereços.

Novidades no campo técnico

Para melhorar a experiência de uso do navegador, a nova versão do Firefox conta com algumas melhorias em suas configurações técnicas. Além dos aplicativos em JavaScript rodarem com uma velocidade maior no navegador, ele também ganhou suporte experimental para Direct2D para renderizar sites e bloqueios de CSS que impedem que sites não verificados tenham acesso ao histórico de navegação do usuário.

Outras pequenas mudanças aconteceram na parte visual do programa, que agora possui o mesmo padrão de imagens em todas as suas versões. Dessa forma, independente do sistema operacional utilizado, a experiência com o Firefox permanece sempre a mesma.

Os bons e famosos complementos para o Firefox

É claro que, mesmo em uma nova versão, a maior característica do Firefox não ficaria de fora das atualizações. Na verdade, aconteceu um bom aperfeiçoamento na função, com uma mudança geral na forma em que aparecem e são instaladas as extensões.

Com o novo visual do navegador, você pode acessar os complementos pelo menu “Firefox” > “Customize” > “Add-Ons”. Outra maneira é digitando “about:addons” na barra de navegação. Não mais em uma janela à parte, as extensões aparecem em uma aba própria, com as funções principais no lado esquerdo da tela.

Nova apresentação de complementos.

Você pode baixar complementos normalmente pela página do Firefox, mas vale lembrar que a maioria é incompatível com a versão 4.0. Pela busca avançada de complementos é possível filtrar para que só apareça aquilo que for compatível.

A última versão Beta apresenta um novo layout para a página de apps, mas as funções de busca e gerenciamento ainda não estão habilitadas. O software ganha ainda um incremento na aceleração de hardware. Para acessar essa opção vá em Tools > Options > Advanced > Use Hardware Acceleration When Available.

Comprovado: mais leveza e velocidade na navegação

É inegável que o Firefox é um excelente navegador, mas assim que começam as críticas o alvo é sempre quão pesado é o programa. Isso porque ele realmente é um problema em relação à performance até mesmo durante a abertura de páginas. A nova versão, entretanto, mostrou uma queda nesse sentido, de maneira que o consumo que era em média de 200 MB de RAM caiu para cerca de 175 MB.

A abertura das páginas e o carregamento de conteúdo nelas também está muito rápido e chega a impressionar. A leveza durante o uso de elementos mais pesados também é uma característica da nova versão, com vídeos em HD que funcionam com muito mais fluência do que antes.

Vídeos HD com melhor performance.

Isso tudo acontece graças ao Direct2D, um recurso responsável pela aceleração do carregamento de várias imagens e elementos de uma página. Apesar disso, não significa um novo peso para o navegador, pois funciona bem tanto em computadores potentes como em outros que tenham configurações mínimas. A compatibilidade com o HTML5 e o novo CSS 3 também é garantida desde a versão 3.6.

Entretanto, por ser uma versão beta o navegador ainda não está 100% pronto para encarar todo tipo de página e aplicação online, de maneira que incompatibilidades podem acontecer a qualquer momento. Nem mesmo no Acid Test o Firefox 4.0 atingiu o score máximo de 100 (foi até 97).

Adicionalmente, o suporte à JavaScript do Firefox também recebeu melhorias que permitem maior velocidade de cálculos. Na prática, esses progressos associados à aceleração do Firefox (que por si só já está muito melhor do que as versões anteriores) permitem que o navegador proporcione melhores resultados com o carregamento de recursos gráficos.

Vídeos com o novo codec WebM

Há algumas semanas o Baixaki anunciou a chegada do novo K-Lite Codec Pack, o qual trazia suporte para o codec WebM. Todavia, até então os conteúdos que o usavam estavam escassos e usuários comuns não podiam visualizar vídeos na internet com o WebM sem utilizar o Opera 10.60.

Com a versão atual do Mozilla Firefox já é possível conferir vídeos no YouTube utilizando o WebM em conjunto com o HTML5. O navegador já vem com o codec habilitado, sendo que o usuário precisa realizar algumas etapas no próprio YouTube para acessar vídeos com o novo codec. Confira:

1) Acesse o YouTube;

2) Realize sua busca. Preferencialmente busque por conteúdos internacionais (o termo “trailers” resulta em diversos vídeos compatíveis), pois não há muitos vídeos convertidos para HTML5;

3) No campo de endereços acrescente o seguinte ao final da URL: “&webm=1”

Busca personalizada

4) Clique no vídeo desejado;

5) O vídeo deve aparecer como na imagem abaixo, com o logo “HTML5 + WEBM” na parte inferior da player de vídeo.

Vídeo em reprodução com HTML5 e WebM

Interação multitouch

Uma das grandes novidades no Firefox é o reconhecimento do multitouch para usuários do Windows 7. Agora, uma série de tarefas pode ser feita na tela apenas pela interação do usuário via toque. Além da navegação entre telas, é possível redimensionar elementos (vídeos, imagens, etc.), ajustar o zoom, girar itens e empilhar.

Você também pode efetuar “cortes” em vídeos e imagens. Da mesma forma como é possível interagir com um elemento inteiro, os “pedaços” obtidos de um corte podem ser redimensionados, girados, empilhados, etc. e tudo apenas com o manuseio da tela por meio do toque.

A quinta versão Beta

A guerra para decidir qual navegador será o mais veloz ainda não conheceu seu vencedor. A cada nova versão do Chrome e do Firefox, os olhos dos usuários ficam menos crédulos nas velocidades de resposta que os softwares podem oferecer. O que o navegador da Mozilla está fazendo para ganhar esse páreo?

Utilizando aceleração gráfica. Como assim? É simples: alguns dos recursos do Firefox são processados nas placas de vídeo para agilizar o carregamento. Isso ocorre graças à interface Direct2D que o Windows oferece em suas versões mais recentes.

O recurso é desativado na configuração padrão do programa para evitar gastos maiores de energia elétrica, principalmente para aqueles que utilizam notebooks e não podem descuidar da carga da bateria. Afinal, é de conhecimento geral que as placas gráficas consomem muito mais do que os processadores.

Sincronização

Outra opção que agora foi alterada nas configurações padronizadas do navegador é relacionada à sincronização. O que antes funcionava por um complemento, agora é nativo no programa: o Firefox Sync possibilita a sincronização de favoritos, históricos, informações e senhas entre várias máquinas acessadas pelo mesmo usuário.

O menu superior ganhou também um sistema de submenus estilo popup, ou seja, basta deixar o mouse sobre a opção para que novos menus relativos a ela sejam abertos.

Panorama

O projeto, que já se chamou Tab Candy, agora se chama Panorama e realmente funciona. No canto superior direito do navegador está o botão do Panorama, logo ao lado do botão utilizado para adicionar uma nova aba ao Firefox. As abas abertas ficam armazenadas em uma mesma divisão do Panorama, mas é possível fazer muito mais.

Panorama em funcionamento

Clique e arraste o cursor do mouse em qualquer lugar da aba criada para gerar um novo agrupamento de abas. Renomeie da maneira que quiser e, assim, agrupe as abas em vários segmentos diferentes, como Trabalho, Pessoal e tantos outros. Também é possível redimensionar os agrupamentos e arrastá-los da conforme preferir, hierarquizando por importância ou outros quesitos.

Análise completa

Os recursos acima são apenas alguns dos tantos elementos surpresa que a Mozilla pretende inserir na versão 4 final do Firefox. Se quiser saber maiores informações, leia o artigo Firefox 4: primeiras impressões e fique ligado no Baixaki para conhecer mais sobre as novidades acessíveis na mais recente versão do navegador.

Tamanho: 11,00 MB
Sistema: Windows XP/Vista/7
Empresa: Mozilla Labs

Download FD


Google Chrome

January 7, 2011
Download

A gigante Google acaba de liberar a versão final do Google Chrome 8. O navegador agora está mais rápido e com suporte a mais de 1500 extensões que podem ser acessadas rapidamente a partir do próprio browser.


Informações
Lançamento: 2010
Gênero: Navegadores
Idioma: Português
Tamanho: 554.32 KB

BAIXAR
link direto